CREATE ACCOUNT

FORGOT YOUR DETAILS?

Conceitos de WLAN

by / sexta-feira, 02 agosto 2013 / Published in Uteis, Wireless

Apesar da primeira transmissão sem fio ter ocorrido em 1870, apenas em 1997 o IEEE definiu o primeiro padrão 802.11, especificando como um sinal seria enviado em 2.4GHz. E é incrível como nestes 16 anos esta tecnologia evoluiu e se tornou comum.

Curiosidade: Muitos padrões de rede são 802.xxxx. Sabem a razão de seguir este modelo?

Porque foi em fevereiro de 1980 que o IEEE criou grupos de trabalho para estudar e fazer as definições que devem ser seguida com relação a redes. Dai o 802.

O número após o ponto costuma indicar o grupo de trabalho responsável pelo padrão. O grupo 11, criado em 1990, é quem cuida das redes sem fio.

Por isso o padrão é o 802.11.

Ainda assim, alguns termos relacionados as redes sem fio não são muito conhecidos. E, sinceramente, não fazem muita diferença para os usuários. Mas se você trabalha nesta área e/ou está se preparando para uma certificação é bom conhecê-los.

  • BSS: O Basic Service Set é o grupo formado por ao menos um access-points (AP-station é o nome segundo o padrão 802.11) e as estações (dispositivos clientes, chamados stations) conectadas nele.
  • IBSS: Quando temos uma rede do tipo ad-hoc (também conhecida como peer-to-peer), onde uma estação se conecta diretamente a outra, sem o uso de um access-points, temos um Independent Basic Service Set.
  • BSA: A Basic Service Area é a área de cobertura (célula) do access-point, onde estão os membros do BSS.
  • Roaming: Ação de uma estação que deixa uma BSA (área de cobertura) de um AP e se associa a outra.
  • DS: Distribution System é o nome dado ao sistema que permite a conexão do BSS à LAN, criando um ESS.
  • ESS: A parte da rede cabeada que permite o agrupamento de dois access-points ou células é chamado Extended Service Set.
  • WGB: Workgroup brigdes são access-points usados para permitir a conexão de dispositivos que não tem interface wireless à rede sem fio.
  • Repeater: Access-point que tem a função de aumentar uma BSA. Ele é configurado para retransmitir o sinal de outro access-point.
  • SSID: O Service Set Identifier é um termo mais conhecido. É o identificador/nome da rede.
  • BSSID: O MAC address associado ao SSID é chamado Basic Service Set Identifier, e ele permite a estação saber qual AP fornece qual SSID.
  • MBSSID: Alguns access-points permitem a criação de múltiplos SSIDs, e neste caso temos também Multiple Basic Service Set Identifier. Ou seja, múltiplos MAC address, um para cada SSID.

Conceitos WLAN

  • RSSI: O valor que indica a quantidade de potência recebida por uma antena é chamado Received Signal Strength Indicator. É um valor negativo, medido em dBm (decibel miliwatt). Quanto mais próximo de zero melhor.
  • Noise: O ruído é o sinal inútil recebido na mesma frequência do sinal da sua rede. É um valor negativo, medido em dB (decibel). Quanto mais longe de zero melhor.
  • SNR: A relação entre a força do sinal da rede e ruído (noise) é chamado Signal to Noise Ratio. Podemos dizer que é a qualidade do sinal.
  • dB: Decibel é uma escala logarítmica que indica a proporção de uma quantidade física (de energia ou potência, por exemplo) em relação a um nível de referência.
  • dBm: Quando comparamos a potência relativa (dB) de dois sinais expressos em milliwatts temos um valor em decibel miliwatt. Da mesma forma, usamos dBHz para comparar Hertz, por exemplo.
  • dBi: A escala decibel também é usada para comparar o ganho das antenas. Neste caso temos o dBi, que é o decibel em relação a uma antena isotrópica (antena teórica usada para comparação).
  • dBd: Semelhante ao dBi, mas neste caso a referência é uma antena dipole. Esta escala é menos comum.

Técnicas de modulação e velocidades

Existem algumas técnicas de modulação, cada uma trabalhando de um jeito, e capaz de atingir certas velocidades.

As técnicas de modulação que permitem chegar a velocidades maiores são também as mais complexas e menos resistentes a interferências. Aliás, por isso não é possível obter os melhores resultados (velocidades máximas) estando distante do access-point.

Técnicas de Modulação

Mais detalhes sobre estes e outros termos relacionados à redes sem fio podem ser encontrados no CCNA Wireless Quick Reference e no IEEE Standard 802.11.

Até a próxima.

Deixe uma resposta

TOP