CREATE ACCOUNT

FORGOT YOUR DETAILS?

Redundância para Cisco WLAN Controllers

by / segunda-feira, 17 fevereiro 2014 / Published in Cisco, Mobilidade, Uteis, Wireless

Vou reproduzir abaixo o conteúdo sobre redundância de Controladora Wireless Cisco que compartilhei no Cisco Support Community, na seção Pergunte ao Especialista.

As WLCs Cisco possuem algumas opções de redundância, dependendo do modelo e da versão de software.

 

Antes da versão 7.3 (Mobility Group)

A redundância de Controladoras, quando usamos software anterior a versão 7.3, é alcançada usando Mobility Group.

Neste tipo de redundância cada AP está associado a uma WLC, e no caso de falha, o access-point se registra em outra WLC que faz parte do Mobility Group. Access-point e cliente perdem o acesso a rede temporariamente.

Esta é uma redundância do tipo N+1, e a “convergência” demora mais do que nos outros métodos.

Por outro lado, todas as controladora suportam este tipo de redundância e podemos configurar um Mobility Group com WLCs de modelos diferentes.

HA antes da versão 7.3

“Um Mobility Group é um conjunto de controladoras, identificadas com o mesmo nome do Mobility Group, que define o âmbito de roaming para clientes sem fio. Ao criar um Mobility Group, você pode ativar várias controladoras em uma rede para compartilhar dinamicamente informações e dados permitindo o roaming inter-controladora ou inter-sub-rede. Controladoras no mesmo Mobility Group podem compartilhar o contexto e o estado dos dispositivos dos clientes, bem como a sua lista de pontos de acesso. Com estas informações, a rede pode suportar roaming inter-controladora e redundância da controladora.”

Observe que neste caso não há sincronização de configuração, sendo cada WLC configurada individualmente.

Mais informações sobre o Mobility Group neste link.

 

Versão 7.3 e 7.4 (HA – AP SSO)

Na versão 7.3 foi introduzido um novo método de redundância, chamado High Availability – AP SSO. Neste novo método a redundância é do tipo 1:1, com uma WLC ativa e outra em Standby, sendo que os access-points estão associados a WLC ativa e tem ainda “uma conexão backup com a WLC que está em standby”.

Para usarmos o HA – AP SSO precisamos de uma conexão direta entre as duas WLCs (ativa e backup), usando a Redundancy Port.

HA na versão 7.3 e 7.4

“No HA AP SSO uma WLC estará em estado ativo e a segunda WLC vai estar em Standby Hot, monitorando continuamente a saúde da WLC através da porta redundante. Ambas as WLCs irão compartilhar o mesmo conjunto de configuração, incluindo o endereço IP da interface de gerenciamento. A WLC no estado de espera não precisa ser configurado de forma independente com toda a configuração sendo sincronizada da WLC Ativa para o WLC de espera através da porta redundante. O estado do AP CAPWAP (apenas APs que estão em um estado de execução) também é sincronizado, e uma cópia do banco de dados dos APs é mantida na WLC de espera. Os APs não entram em estado de descoberta quando a WLC ativa falha.”

Este método está disponível para as controladoras 3650, 5500, 5760, 3850, WiSM2, 7500 e 8500.

Mais informações sobre o HA AP SSO nos links abaixo:

Configurando HA – AP SSO

HA (AP SSO) – Deployment Guide

 

Versão 7.5 (HA – Client SSO)

A partir da versão 7.5 temos a evolução do HA, onde além dos access-points temos também o “Stateful Switch Over” para os clientes.

Ou seja, no caso de falha da controladora primária, os access-points e clientes fazem a transição para a controladora backup de forma transparente.

Neste modelo (também 1:1) além da configuração e informações dos access-points, também é sincronizada a tabela de estado dos clientes.

HA na versão 7.5 e superior

“A transição transparente de clientes da controladora ativa para o controladora backup também é suportada. Durante o Client SSO, a informação do cliente é sincronizada com a controladora backup quando o cliente está associado com a controladora ativa. Clientes que estão totalmente autenticados, ou seja, os clientes que se encontram no estado de execução, são sincronizados com a controladora backup. A estrutura de dados dos clientes são sincronizadas com base no estado do cliente.”

Este método está disponível para as controladoras 5500, WiSM2, 7500 e 8500.

Mais informações sobre o HA Cliente SSO:

Configurando HA – Software 7.5

Deployment Guide – HA Client SSO – Software 7.5

 

Bom… esse é um resumo sobre a redundância em WLAN Controllers Cisco.

Até a próxima.

3 Responses to “Redundância para Cisco WLAN Controllers”

  1. Eric Misawa says : Responder

    Muito legal o post, André!

    Não sabia dos métodos de HA pós versão 7.3.

  2. Bom dia André,

    Uma dúvida que tenho com meu ambiente atual, possuo uma WLC 2504, existe alguma config que caso ela caia, meus aps e clientes continuem no ar. Não preciso registrar novos clientes, só queria permanecer com os que estiver ativos no ar.

    Abraços e parabéns pelos posts.

    • Olá Paulo,
      depende como sua rede está configurada, mas quando é usado flexconnect, isto já acontece por padrão.
      Mesmo se a WLC “cai”, os APs continuam funcionando e os usuários conectados conseguem usar a rede.

Deixe uma resposta

TOP